[TEORIA] All The Things LOONA Didn’t Say • yyxy / love4eva

teoria loona yyxy love4eva

A última unit do LOONA, denominada youth youth by youth (ou yyxy), fez seu debut no dia 30 com a açucarada “love4eva” – seguindo o padrão das units anteriores. Desta vez, é visível a inspiração em “Gee”, também composta pelo duo E-Tribe.

O feat com Grimes, que causou comoção nas redes sociais, acabou por ser apenas a introdução da música, ecoando as famosas palavras de Tiffany na original: “Finally introducing Loona. Are you girls ready? Okay. Let’s go!”

loona yyxy love4eva

A BBC é esperta e sabe o poder das redes sociais (claro que não era só amadorismo)

Introdução feita, “love4eva” se inicia como uma bigger picture do LOONA/yyxy.

teoria loona yyxy love4eva

O castelo, representando o Paraíso controlado por Deus, é o cenário perfeito onde vivem Yves, Chuu, GoWon e Olivia Hye. Emulando o clássico imaginário de internato para garotas dos filmes americanos, há a inspetora severa, as meninas rebeldes, os uniformes e as coreografias.

chiquititas

Por que que eu lembrei de Chiquititas? Hahaha

Por seu caráter multidimensional, o LOONAVERSE pode ser interpretado literalmente, seguindo as narrativas superficiais das integrantes, ou metaforicamente—que é a forma como eu prefiro interpretar por aqui, dando espaço para ressignificar as histórias dentro de nós.

Na camada literal, há a fuga do Éden, iniciada em “new”:

teoria loona yyxy love4evateoria loona yyxy love4eva

Seguida por Chuu e sua paixonite adolescente em “Heart Attack”:

teoria loona yyxy love4evas35

E por GoWon sendo coroada rainha de si mesma em “One&Only”:

teoria loona yyxy love4evagowon-loona-39

O MV de “One&Only” é um dos que mais remete a esse novo single, inclusive:

teoria loona yyxy love4evagowon-loona-2

As coroas, que aparecem inúmeras vezes em “One&Only”, são outro ponto de conexão com o castelo:

gowon-loona-19gowon-loona-17

Dando continuidade à narrativa, as cenas esperadas pela fanbase de fato acontecem:

teoria loona yyxy love4evagowon-loona-aOlivia confirmando ser a sombra que chegou atrasada no final de “One&Only”

loona-yyxy-16O banquete, mas em outra ordem (e sem as frutas originais)

Porém, o plot twist é o suposto bullying que Olivia sofre, mesmo “Egoist” já tendo mostrado a “traição” de Yves.

loona-olivia-hye-46

Em cenas que todo mundo que não fazia parte do grupo cool da escola se identifica, fica a impressão de que Olivia está sendo desprezada por Yves e suas admiradoras.

teoria loona yyxy love4evaloona-yyxy-9loona-yyxy-8

Essa é a conclusão mais fácil de se chegar, e também o motivo pelo qual algumas pessoas estão distorcendo completamente a mensagem.

Embora o bullying seja um problema real e infelizmente comum, eu não acredito que essa é a história que a BBC quis transmitir.

O mesmo efeito usado em “Egoist” nos mostra quem é a protagonista desse MV

Durante o break da música, há uma revelação: as cenas onde pensamos que estivessem as quatro garotas…

loona-yyxy-17loona-yyxy-olivia-1loona-yyxy-olivia-2

… Na realidade estão ocupadas apenas por Olivia.

“Hoje eu estou olhando para sua linha do tempo novamente
Você provavelmente não sabe do meu amor (você sabe)
Eu não sou corajosa o suficiente, não posso me confessar para você, o que fazer?
Talvez seja melhor assim”

Enquanto julgá-las como fruto da imaginação também é uma saída igualmente fácil, esquecemos que, geralmente, nós somos nossos piores inimigos.

A dureza com que nos tratamos é bastante subestimada. Pensar nas palavras que usamos para nossas conversas internas pode ser revelador. Eu mesma admito que sou, em tempos, igual à inspetora do castelo, sempre em busca das menores falhas para me diminuir.

E está aí uma mensagem que, para mim, faz muito mais sentido de ser abordada pela BBC.

Relembrando, eu vejo o LOONA como uma expressão da experiência humana através dos olhos de jovens mulheres—cada uma delas representando uma faceta que temos dentro de nós—portanto, faz sentido enxergar a Olivia como nosso lado “Lobo da Estepe”, constantemente insatisfeito.

Yves, Chuu e GoWon representam a liberdade que Olivia deseja:

loona-yyxy-12De se reinventar

loona-yyxy-14Se apaixonar

teoria loona yyxy love4evaE se amar

loona-yyxy-19

Ver essas cenas só aumenta a sua sensação de derrota, pois ela sabe que possui essas energias dentro de si, mas ainda não tem coragem para segui-las. Inveja, como a BBC relata:

“Yves, Chuu, Go Won, and Olivia Hye, the members of LOOΠΔ/yyxy, have talked about their own self-awareness and ego in their solo releases.

The ego takes them to admire or even be jealous of someone else, like many girls in their age do. Sometimes the story derives from self-hatred or disappointment.

However, they all come to a realization that ego isn’t decided or made by someone else, but is complete by loving oneself.”

Como vimos no post da GoWon, integrar a sombra e a luz dentro de nós é o caminho para o equilíbrio. Enquanto ela, Chuu e Yves documentaram esse o surgimento de suas novas identidades com um tom esperançoso, Olivia teve uma história mais sombria—um anjo caído, que usou da fúria para queimar seu passado e se purificar.

É também por esse motivo que as únicas cenas onde Olivia aparece feliz são as de coreografia, onde as quatro estão juntas:

loona-yyxy-26As múltiplas facetas integradas, o ego completo

E mesmo quando a inspetora finalmente as parabeniza, no “mundo real” Olivia está sozinha, e se sente derrotada:

loona-yyxy-28Uma pessoa que não aprendeu a se amar, e que não consegue apreciar as próprias conquistas

A inveja é um sentimento muito importante para descobrirmos nossos desejos mais profundos. E é por causa desse sentimento que Olivia finalmente reúne a coragem necessária para escapar do mundo restrito e perfeito em que habitava:

loona-yyxy-21

A resolução dessa história foi vista no final de “Egoist”:

teoria loona yyxy love4evaPrimeira e última, início e fim, caça e caçador

Resta saber qual outra camada o repackage revelará.

Honestamente, compartilho da opinião de que esse é um MV abaixo das expectativas para o ponto do LOONAVERSE em que estamos. E não é pela simplicidade (“Eclipse” e “Singing in the Rain” também são bastante simples, porém repletos de significado), mas sim pela abordagem que me pareceu um tanto doutrinadora, onde o espectador é levado a interpretar a história através de uma ideologia (e dentro disso um trans-baiting (cromossomo neantrófico?), um queer-baiting, mean girls, etc). A mitologia vira uma propaganda suspeita, e é difícil não desanimar diante dessa perspectiva.

Espero que isso não seja um resultado do crescimento da fanbase, já que a BBC parecia ser uma companhia que respeitava a inteligência dos fãs. De qualquer maneira, ainda é um release muito bom, e tenho certeza de que seremos surpreendidos mais uma vez.

Para completar, faz sentido dar um feat digno para Grimes, que no MV duplo abaixo não só é um anjo caído, como também uma dama da realeza. Ambas se destroem, assim como Olivia fez, em meio a penas, sangue e sonhos:

“You claw, you fight, you lose
Got a doll that looks just like you
Remember when we used to say (we used to say)
“I love you” almost every day”

Muito obrigada <3.


Outros posts da série:

Kim Lip e JinSoul ○ Choerry ○ OEC • Girl Front ○ OEC • Sweet Crazy Love ○ Yves ○ Chuu ○ Go WonOlivia Hye

E se quiser assinar minha newsletter semanal, clique aqui ❤️!

Anúncios

71 comentários em “[TEORIA] All The Things LOONA Didn’t Say • yyxy / love4eva

  1. eu ainda não engoli esse comeback e eu vou precisar de muita água pra isso, eu não sei se a yyxy sempre teve o objetivo de ser mainstream ou se tornou( sendo a bbc acho que não), fora que ainda não explicaram o nome yyxy ,pra mim esse e o maior mistério

    Curtido por 1 pessoa

    1. Hahaha acho que o mainstream é inevitável nesse ponto, a BBC tá seguindo os passos da BigHit na construção de um fandom gigantesco e extremamente engajado.

      E yyxy segundo a descrição da própria é isso, um cromossomo “novo” criado pelas integrantes para representar que elas vão além dos estereótipos de mulher, homem, etc. É um ponto bem delicado que escolheram.

      Mas também interpreto youth youth by youth como sendo algo feito para jovens, por jovens, ao quadrado (realmente intenso). E isso explicaria a abordagem desses temas que hoje em dia são primordiais para o sucesso com a maioria das pessoas nessa faixa etária.

      Curtir

  2. Concordo com o que você disse. E até mesmo na parte da BBC está sendo “doutrinadora” quanto às possíveis interpretações do clipe e, também, dos baits que criaram.

    Ótima análise, como sempre.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Não é? Me incomoda bastante porque é tão limitador, só vejo as mesmas histórias sendo repetidas na superfície e as mensagens importantes sendo perdidas – ou pior, distorcidas. Mas enfim, talvez seja preciosismo meu mesmo. Mas fico feliz de não estar sozinha hahaha muito obrigada ❤!

      Curtir

          1. “mas sim pela abordagem que me pareceu um tanto doutrinadora, onde o espectador é levado a interpretar a história através de uma ideologia”

            qual ideologia?,doutrinadora como assim? me parece uma palavra pesada de mais para se usar.

            me desculpe a burrice de não entender o seu texto de primeira.

            Curtir

          2. Imagina, eu que não fui muito clara também! Quis dizer no sentido de que 99.9% das pessoas que assistem ao MV entendem uma coisa específica, e essa coisa é a história lésbica (que era uma sugestão sutil no OEC) e Yves vilã fazendo bullying. A ideologia que eu me refiro é essa de que “elas tem que ser lésbicas porque é isso que os jovens querem ver”, “yyxy é um cromossomo novo porque não se identificar com gêneros é a tendência”, etc. Não que elas não possam ser, inclusive é ótimo ter exemplos assim, mas aí vem o sentimento de queer-baiting – de que só estão fazendo isso pelas views – enquanto a mitologia sugestiva do início do projeto me fazia acreditar que poderia ter algo de muito mais genuíno.

            Se você ler meus outros posts, vai ver como o LOONA seguia uma linha muito mais metafórica e alusiva, e como esse lançamento tá praticamente literal em comparação. Foi uma crítica quanto ao espaço de interpretação de cada espectador ter diminuído, mas é só meu ponto de vista também. Deu pra entender melhor 😊?

            Curtido por 1 pessoa

  3. Você acabou de me fazer gostar muito mais desse clipe (apesar de ele ainda ser desapontador) com sua análise ❤ Faz muito mais sentido ir por esse lado de autosabotagem e autopunição do que bullying, mantendo a liga com os solos que todo mundo esperava do primeiro single da unit… E eu definitivamente preciso pesquisar mais sobre a discografia da Grimes @_@' kkkkk

    "Por seu caráter multidimensional, o LOONAVERSE pode ser interpretado literalmente, seguindo as narrativas superficiais das integrantes" – No Aquário Hipster eu meio que fui mais pelo literal mesmo, transformando esse o debut da unit no começo da batalha entre Yves, a anja, e HaSeul, a fada da neve, para decidir o destino do ressurgimento do loonaverso… (fazendo também, claro, uma Album Review de Beauty & the Beat no meio do caminho kkk) Qual das duas será que vai ganhar?? https://aquariohipster.wordpress.com/2018/05/31/album-review-fanfic-loona-yyxy-beauty-the-beat-ou-comecam-os-embates-entre-as-que-desejam-o-retorno-do-loonaverso-e-as-que-sonham-com-seu-fim/

    Curtido por 2 pessoas

    1. 😍 Muito obrigada, querido! É quase como foi com Girl Front, uma leve decepção mas que vai melhorar hahaha. E simmm, pesquise mais sobre a Grimes, ela é incrível!

      Estou atrasadíssima nos seus posts e nos de todo mundo mas to realmente sem muito tempo livre 😭 Com calma lerei suas fanfics!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Eu pensei em juntar os nomes mesmo, mas fiquei com receio de ninguém entender de primeira kkkk
        Sobre a subida do santuário de 2018, músicas já estão sendo selecionadas x3 kkk

        Curtido por 1 pessoa

  4. Esse post ❤

    Como sempre eu li aqui e fui reassistir o MV, e ele vai muito mais sentido agora 😂 não que ela seja confuso, mas dá de ver coisas que não percebi antes, tipo as cenas rápidas do break, faz muito sentido com o que a BBC coloca na descrição.

    E ISSO AI DA OLÍVIA E O LOBO DA ESTEPE?????????????????? GENTE DO CÉU!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É TÃO VERDADE QUE DÓI!!!

    Tem como fazer textos e textos só relacionando os poucos minutos de Egoist e as partes da Olívia no yyxy com o livro Hesse, toda a coia da pessoa antissocial que meio que despreza as "diversões" da vida ao mesmo tempo que quer poder aproveitar tais coisas mas não sabe como e vive lutando contra "o lobo" dentro de si, nesse contexto a Yves é claramente a Hermínia ❤

    Tem até uma citação que eu lembrei quando li a parte do desejo de liberdade:

    “Era uma vez um certo Harry, chamado Lobo da Estepe. Andava sobre duas pernas, usava roupas e era um homem, mas não obstante era também um lobo das estepes. Havia aprendido uma boa parte de tudo quanto as pessoas de bom entendimento podem aprender, e era bastante ponderado. O que não havia aprendido, entretanto, era o seguinte: estar contente consigo mesmo e com sua própria vida”

    É interessante ressaltar que na dualidade do livro, o homem e o lobo são contra postos como o santo e o profano, enquanto o homem busca a pureza e a obediência o lobo busca os prazeres e a rebeldia, no caso a Olívia busca a obediência a Deus (a tia ranzinza do internato) e não adere as fugidas das outras moças, mas o lobo dentro dela deseja isso tudo e no fim acaba tomando contra de sua personalidade conforme a "inveja" e os sentimentos ruins de abandono/solidão/traição se acumulam no seu "ego humano".

    QUERO DAR UM BEIJO NO DIRETOR CRIATIVO DA BBC!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtido por 3 pessoas

  5. Shigatsu ❤❤❤❤❤

    NÉ? Quando eu pensei, eu até achei que valia falar mais sobre o livro (cheguei a cogitar analisar todos os 12 personagens de acordo com o LOONA), mas faz mais de 10 anos que li, e ia me levar pelo menos umas 5h 😂 mas quem sabe dá pra fazer uma thread no Twitter (com créditos, claro), isso aí que vc escreveu já é uma ótima base 😍 !

    Curtir

    1. Li faz muitos também, mas o começo do “tratado do lobo da estepe” sempre mantive fresco na cabeça, foi um negócio bem marcante 😄

      E sim, seria ótimo levantar essa linha de interpretação baseada no livro pelo twitter, assim mais gente pode dar seus pitacos ❤ (o crédito é todo seu que levantou a questão primeiro aqui ✌️)

      Curtido por 1 pessoa

  6. Interessante. Mas teria alguma ligação com o nome? Pq “yyxy” lembra claramente cromossomos. Seriam cromossomos loonassexuais?

    Sendo XX homem e XY mulher, o que deixa o Y em evidência como feminino, talvez tenham colocado mais Y que X no cromossomo delas, até pelo fato do LOONA ser todo composto de garotas, então fixou YY XY, sendo o XY de mulher e o YY uma “sátira” ao XX do homem.

    :v Daí fui pesquisar sobre e vi que na verdade tem mais a ver com pronúncia, mas… sei não, hein rs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pois é, na realidade eu penso que a BBC fazendo pesquisa de marketing descobriu que os jovens de hoje em dia não se identificam com os estereótipos de gênero, aí resolveu criar o tal cromossomo neantrófico pra mostrar que as LOONA são ~cool~ e que os jovens que curtem LOONA não estão apoiando um grupo “machista, sexista, ratos bla bla bla”

      Mas é, vai saber hahaha só falta inventarem que elas são extraterrestres agora.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Estou confuso rs Não lembro da aula de biologia, então tive que pesquisar e encontrei fontes dizendo as duas coisas. Mas realmente, parece que é o contrário mesmo, XX pra mulher e XY pra homem, embora possa existir o oposto tb. vixi Lá se vai minha teoria :v

        Curtido por 1 pessoa

        1. Olhe o lado bom; agora você pode desenvolver OUTRAS teorias! Por exemplo, como eu comentei mais abaixo, o fato do “yyxy” ser escrito todo em minúsculas daria a entender que esse “cromossomo neantrópico” é composto por alelos recessivos (tipo o que confere olhos azuis em vez de castanhos). Qual poderia ser o motivo pra isso? Uma transformação da minoria em maioria?

          Curtido por 2 pessoas

          1. Brave Sound ❤ ❤ ❤

            Saudades de você, toda vez que que o youtube me indica um Loona TV eu penso "poxa…no Asian Mixtape eu já teria visto isso ai com o Brave Sound postando assim que saia 😢"

            Mas sobre isso ai dos cromossomos recessivos,eu sempre estranhei eles serem todos minúsculos no nome da unit 🤔 tem muita lógica até

            Curtido por 1 pessoa

          2. Shigatsu-sama!! Que honra revê-la pela blogosfera!!

            Pois é, e falando em vídeos do LOONA, descobri um canal no YouTube cheio das teorias da conspiração sobre o loonaverso (como eu já comentei com a Tássia aqui, às vezes fico na dúvida se a BBC tem as mentes mais criativas da Coreia ou os fãs que enxergam mensagens mirabolantes onde não tem nada). Algumas são meio viajadas demais até pra mim, mas essas aqui fizeram minha cabeça explodir:

            Sempre achei que as cores nas intros da HyunJin, HaSeul e YeoJin tinham sido um vacilo da BBC, mas pelo jeito até elas fazem sentido… até pra da HyunJin, que ele não soube explicar, eu formulei uma teoria em cima da teoria dela: a cor da Go Won é turquesa (um meio-termo entre azul e verde), e o Cinema Theory revelou que é a Go Won que enviou a pulseira que a HyunJin encontra no MV dela… não sei que cor resulta da mistura turquesa + amarelo, mas imagino que ficará mais pro verde.

            Curtido por 1 pessoa

  7. Fiquei decepcionada com a participação da Grimes. Se me chamassem para uma presepada dessas, ficaria #chateada.

    Parabéns por sempre fugir do óbvio e pela maturidade de saber criticar quando necessário (tomara que a parte radical do fandom não chegue nessa caixa de comentários com pedras e tochas… kkkk). É sempre bom ler seus posts, mas esse veio em boa hora. 😉 Obrigada por fazer seus leitores refletirem sobre a vida, o k-pop e tudo o mais. 🙈

    Estava pensando no paralelo entre Demian x Lobo da Estepe e Vivi x Olivia… De um lado a solidão da juventude, o primeiro encantamento e a formação de uma personalidade em seus primeiros voos; do outro lado, a solidão da maturidade e a desconstrução dessa personalidade. Uma que agarra a mão de Eva e outra que larga essa mesma mão. Uma que facilmente se integra às novas amigas (demais facetas) em Love&Live e outra que construiu amarras que travam essa relação em love4eva (mas que consegue se reencontrar e se reconstruir em Egoist).
    É interessante que o rosa pastel da Vivi se conecta com o rosa pink da HeeJin. ViViD, o mundo colorido de HeeJin, apresenta-se como oposto e complementar aos tons de cinza de Olivia, assim como Vivi também pode ser uma forma carinhosa de se referir a Olivia.
    É claro que todas as personagens apresentam ligações de alguma forma (e isso é bom porque dá para viajar em conexões e escrever muitas fanfics).

    A professora de love4eva me lembrou imediatamente da professora de Yuri Kuma Arashi, que tolhia as jovens florzinhas incautas para saciar suas frustrações e rancores… *thinking emoji* (quando tiver um pouco mais de tempo juro que ainda escrevo sobre essas intersecções com o Ikuharaverso, quero muito fazer isso… um dia XD).

    Curtir

  8. Fiquei decepcionada com a participação da Grimes. Se me chamassem para uma presepada dessas, ficaria #chateada.

    Parabéns por sempre fugir do óbvio e pela maturidade de saber criticar quando necessário (tomara que a parte as arm… ops, as lunáticas não cheguem nessa caixa de comentários com pedras e tochas… kkkk). É sempre bom ler seus posts, mas esse veio em boa hora. 😉 Obrigada por fazer seus leitores refletirem sobre a vida, o k-pop e tudo o mais. 🙈

    Estava pensando no paralelo entre Demian x Lobo da Estepe e Vivi x Olivia… De um lado a solidão da juventude, o primeiro encantamento e a formação de uma personalidade em seus primeiros voos; do outro lado, a solidão da maturidade e a desconstrução dessa personalidade. Uma que agarra a mão de Eva e outra que larga essa mesma mão. Uma que facilmente se integra às novas amigas (demais facetas) em Love&Live e outra que construiu amarras que travam essa relação em love4eva (mas que consegue se reencontrar e se reconstruir em Egoist).
    É interessante que o rosa pastel da Vivi se conecta com o rosa pink da HeeJin. ViViD, o mundo colorido de HeeJin, apresenta-se como oposto e complementar aos tons de cinza de Olivia, assim como Vivi também pode ser uma forma carinhosa de se referir a Olivia.
    É claro que todas as personagens apresentam ligações de alguma forma (e isso é bom porque dá para viajar em conexões e escrever muitas fanfics).

    A professora de love4eva me lembrou imediatamente da professora de Yuri Kuma Arashi, que tolhia as jovens florzinhas incautas para saciar suas frustrações e rancores… *thinking emoji* (quando tiver um pouco mais de tempo juro que ainda escrevo sobre essas intersecções com o Ikuharaverso, quero muito fazer isso… um dia XD).

    Curtido por 2 pessoas

    1. Não é? Hahaha ela ainda disse que foi troca de favores, ela deve gostar MUITO do LOONA pra fazer esse feat mesmo

      Afffffff você é uma querida ❤ obrigada igualmente pelos comentários que deviam virar anexos obrigatórios dos meus posts hahaha. Sério, você tem que escrever suas teorias! Estou aqui mindblown em como essa relação Demian x Lobo da Estepe e Vivi x Olivia FAZ MUITO SENTIDO!!!!!! @.@ e Vivi ser um apelido de Olivia!!!!!!!!!!!!!1111 E como eles amam o Hesse lá na Coreia, se bobear tem alguma inspiração mesmo, surreal hahaha.

      Resumo: ESCREVA! E OBRIGADA <3!

      Curtido por 1 pessoa

  9. Decepcionadíssima eu vou ficar se essa palhaçada toda de cromossomo não sei do que não significar nada e for só um bait pra pagar de LGBT friendly. Eu quero ter fé na BBC e acreditar que esse debut foi uma coisa mais “fácil” de engolir (tanto musicalmente quanto visualmente, essa coisa de ser tipo uma doutrinação) pra fazer uma média com os coreanos e aumentar as chances de hitar por lá. Comparando com OEC, seria o Girl Front do yyxy (um release que, ao meu ver, não acrescenta muita coisa em termos de desenvolvimento do loonaverso), só que mais comercial e menos interessante musicalmente. Creio eu que essas pontas soltas ainda vão ser melhor desenvolvidas no futuro, com o repackage desse mini e até com o debut OT12

    Curtido por 2 pessoas

  10. Análise excelente como sempre, Tássia. Parabéns, e obrigado pela excelente leitura!

    Eu acho que percebi um paralelo entre love4eva e Love&Live, não sei o que você acha:

    Ambos trazem quatro garotas, onde três são claramente próximas enquanto a quarta (ViVi e Olivia, respectivamente) está isolada. ViVi é diferente das colegas do 1/3 por ser uma ciborgue alimentada por bateria (que permite que ela corra super rápido sem se cansar, jogue bolas de basquete na cesta com precisão cirúrgica e não precise se alimentar), enquanto a diferença da Olivia ainda não é clara (mas já especularam que ela pode ser uma dedo-duro pra diretora do que as outras fazem, vide a cena da diretora descobrindo as meias sujas de terra e dando um esporro na Yves).

    Nesse ponto eles são semelhantes, mas na forma como eles se desenvolvem, não:

    – No caso do 1/3, as meninas parecem aceitar a ViVi na turma, a ponto dela sair passear com elas, estar bem do lado enquanto as outras três conversam e riem, e ganhar caixinhas de suco (que ela não precisa beber, mas vemos que ela guarda todas como uma lembrança). O MV termina com a ViVi abandonando sua mochila/bateria e correndo sem ela, provavelmente representando a determinação dela em ser como as amigas; no final, a bateria acaba… e ela fica cansada, possivelmente representando que ela conseguiu superar sua limitação tecnológica e se reconectar com seu lado humano.

    – Já com as yyxy, a Olivia acaba sendo segregada pelas colegas (provavelmente nem tendo a ver com bullying, e sim entrosamento mesmo), culminando com as outras três fugindo do “Éden” sem ela. É interessante notar que, assim como a ViVi, a Olivia também parece tentar ser como as outras, indo até a floresta… a diferença é que, enquanto a ViVi foi até o fim da limitação dela (a bateria), a Olivia não teve coragem de seguir adiante e voltou sozinha pro “Éden”.

    Viajei muito na maionese?

    Curtido por 2 pessoas

      1. Caramba, muito legal essa relação de paralelos entre os dois vídeos!

        A primeira vez que vi (e ouvi) love4eva, confesso que fiquei um pouco decepcionado, não por achar que a qualidade estava abaixo do esperado, mas por achar que nem a música nem o MV trouxeram surpresas. Mas depois de repetir algumas vezes, não só comecei a gostar muito mais de ambos, como acho que sua preocupação da BBC estar indo pelo caminho mais óbvio talvez seja desnecessária: a sua interpretação da mensagem do MV parece muito mais coerente do que um possível queerbait (até porque o máximo que o vídeo mostra nesse sentido são as bocas da Yves e da Chuu próximas em um único segundo – e isso com uma rosa entre elas e a Go Won por perto; mesmo se a BBC tiver coragem de se colocar a favor de casais gays, desconfio que ela não é tão liberal a ponto de se colocar a favor também da poligamia…) ou crítica ao bullying (porque apesar da Olivia estar isolada, ela não é maltratada de nenhuma forma pelas outras garotas).

        Fico pensando se o tal “cromossomo neantrópico” realmente teria a ver com gêneros. Primeiro porque ele tem quatro alelos, e se não esqueci o que aprendi na escola, os cromossomos são compostos por pares, certo? Além disso, chama atenção que ele é escrito como “yyxy” e não “YYXY”, e em genética as minúsculas costumam ser usadas pra definir alelos recessivos (tipo o alelo para olhos azuis). Talvez tenha a ver com uma mudança geral delas enquanto seres humanos? Teria isso a ver com a rosa que elas comeram? Espero que o próximo MV aprofunde um pouco isso aí…

        Ah, e é interessante observar que a música chama “love4eva”: no caso de qualquer outro grupo ou cantor pop, seria só um título “diferentão” pra dizer a mesma coisa que diria grafado corretamente (vide “I’m A Slave 4 U” ou “Dirrty”), mas em se tratando do LOONA, é um tanto suspeito que

        1) a grafia está toda em minúsculas, assim como o nome da unit… e como o título da faixa solo da Yves;

        2) bem no meio há um “4”, mesmo número de integrantes da unit;

        3) e mais importante: “amorpara… eva”, Eva sendo a mesma figura que inspirou o nome artístico da Yves.

        Sei lá, talvez tantas teorias do loonaverso tenham me deixado neurótico, mas talvez tanto o MV como a letra da música (e quiçá as letras das outras faixas do EP também) estejam escondendo mais mensagens do que estamos percebendo…

        Curtido por 1 pessoa

        1. Eu concordo com o que vc disse hahaha as vezes tem umas observações que eu nem coloco no post porque não encontro onde encaixar, essa do título ser “love4eva” foi uma delas! E mesmo assim minha interpretação é só 1/10 de tudo que provavelmente pode ser interpretado, né @.@

          Na live de hoje teve um teaserzinho do início que mostra elas todas juntas, sem bullying na Olivia nem nada:

          Curtir

          1. Muito legal! E Yves sentada na única cadeira chique no começo… seria ELA o “x” do “yyxy”?

            Quanto ao live, essas quatro são LINDAS e MARAVILHOSAS, mas assim… playback comeu solto aí, hein? Ou isso, ou deixaram a base alta demais pra ouvir as vozes delas, o que talvez seja bom pra uma primeira apresentação (lembro que na primeira do 1/3, os microfones delas estavam bem altos e no geral elas foram bem, mas isso permitiu ouvir umas desafinadas da HeeJin e HaSeul perto do terceiro refrão e perceber que a HeeJin não fez a high note no final…).

            Curtido por 1 pessoa

  11. Tássia, desculpe por fazer mais textão em comentário aqui…

    Enfim, faz alguns dias, eu voltei a ouvir as faixas desse EP do LOONA/yyxy, mas procurando as letras das músicas. E enquanto as melodias poderiam se passar perfeitamente por músicas do LOONA 1/3, fiquei surpreso ao ver que com as letras a história era bem diferente.

    love4eva, a primeira faixa cantada do EP, ainda tem aquele teor da paixão inocente do 1/3. Mas a letra de frozen, a faixa seguinte, parece muito ser sobre… perder a virgindade! Sério, principalmente nos refrões e nos versos que a Go Won recita enquanto a Chuu grita. E aí vem a terceira música cantada, one way, cuja letra parece ser sobre ser abandonada pela pessoa amada, como se tivesse sido usada e descartada, e a tentativa de negar o abandono pra si mesma!

    O interessante é que, no texto da BBC pra divulgação desse EP, é dito que ele trata sobre se apaixonar, se ferir e descobrir o amor próprio, que é quase o que acontece nessa sequência de letras. O problema é que a faixa final, rendezvous 18.6y, não parece ser sobre amor próprio, e sim uma volta à paixonite de love4eva, como se fosse uma repetição do ciclo. Talvez a música sobre amor próprio fique pro repackage – quer dizer, se houver um repackage, já que já estamos no final de junho e a BBC não anunciou nada…

    Em todo caso, uma boa fonte da decepção que muita gente (inclusive eu mesmo na primeira vez) sentiu ao ouvir o EP foi que o yyxy soava muito parecido com o 1/3 (talvez só um pouco mais moderno em vez de retrô), em vez de algo claramente diferente como foi o OEC. Mas considerando a animação do logo do grupo pra essa unit sendo exatamente o oposto da feita pro 1/3, me pergunto se isso não seria intencional, retomando o que comentamos antes sobre uma unit ser o reflexo da outra: um reflexo, à primeira vista, é idêntico ao que reflete, e só prestando atenção é possível notar diferenças (como você levantar seu braço direito e seu reflexo levantar o esquerdo); da mesma forma, o yyxy a princípio parece um grupo de mocinhas inocentes e delicadas como as do 1/3, mas abandonam uma amiga (enquanto o 1/3 se aproxima da menina isolada) e, enquanto o 1/3 só imagina o primeiro amor, o yyxy já vivenciou ele e se machucou ao final da experiência. Ou pode não ter nada a ver; o mal do LOONA é que a gente nunca sabe quando está vendo coisa demais onde não tem nada.

    Enfim, é isso, só precisava tirar esses pensamentos caóticos da minha cabeça. Nem sei se você vai ler isso, mas seja como for, obrigado pelo espaço!

    Curtir

    1. Querido, pode comentar sempre! Hahhaha eu que to meio sem tempo e acabei ainda nem respondendo o seu outro comentário 😦

      Mas aprecio muito essas divagações, que dão um enriquecimento ao post até!

      Eu tenho que dar uma olhada nas letras, pelo que você falou parece muito interessante mesmo, e sim, eu li muita gente falando que o yyxy é uma versão espelhada do 1/3, também concordo @.@ tem semelhanças demais pra ignorar!

      E faz sentido com essa teoria aqui: https://i.redd.it/r4zokb64fdr01.png o yyxy e 1/3 são lados opostos, e o OEC seria tipo um intermeio entre elas – yyxy (preto) / 1/3 (branco = OEC (colorido)

      BBC é muito genial <3.

      Curtir

      1. Muito obrigado! Suas análises me motivaram bastante a fazer essas observações!

        Por sinal, impressionante essa teoria publicada no Reddit… às vezes eu fico até na dúvida se tudo isso é genialidade da BBC ou se é tipo o auge da Lady Gaga, onde ela enfiava qualquer coisa sem sentido nos videoclipes e nas letras de músicas dela e os fãs mais radicais encontravam inúmeras mensagens neles (quando em boa parte das vezes não tinha mensagem nenhuma, eram coisas jogadas só pra chocar mesmo).

        E pobre YeoJin, deixada de lado até nessa teoria… vamos ver se o MV do (possível) repackage das yyxy e/ou o primeiro MV das OT12 vão compensar isso colocando ela em destaque na história.

        Curtido por 1 pessoa

  12. Eu lembrei de uma teoria aqui (que meio que não tem nada a ver com a sua mas eu vou falar aqui porque eu achei interessante) de que a mulher lá seria “Deus” e o internato seria o paraíso, mas então Yves se “rebela” contra Deus e morde o seu fruto proibido, então ela sai e depois volta tentando convencer as outras garotas a comerem também (mas não podendo falar diretamente tipo “hey! Comam isso! É gostoso!”, elas tinham que comer com a ideia inicial vindo delas) então Yves dá um “empurrão”, que seria Heart Attack (onde ela tira proveito da admiração que Chuu tinha por ela) e One&Only (onde ela tira proveito do narcissismo que Go Won tinha), as garotas mordem os frutos e saem do paraíso, deixando Olivia sozinha que continuou obedecendo a “Deus” e não mordeu o fruto, mas por ser “egoísta” (onde é mostrado em bem… Egoist!) e querer um “status” muito maior que seu limite, ela é “expulsa” do paraíso

    Mas saindo da teoria, eu vi esse MV pela primeira vez (antes de conhecer a teoria) e não pensei em “mean girl” e essas coisas, eu só ficava muito confusa tipo “o que está acontecendo?”

    PS: já reparou que se você traduzir o nome “Go Won” fica tipo “Vai Ganhar” ou “Vá Ganhar”?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Essa teoria é bem legal, ela explica que a Olivia seria tipo “Lucifer” mesmo, como você falou, ela quer um status maior que o seu limite, no caso ela começa a buscar a “perfeição” em seguir tudo certo, mas também inveja a galera livre que foge do paraíso, e deseja admiração delas, assim como elas tinham com Deus no início, por isso, por tentar se assemelhar a Deus sendo egoista e querendo tudo pra sí, ela foi expulsa de lá.

      Tanto que no começo de “Egoist” mostra ela confusa depois de “cair” do céu, ela não acredita que foi expulsa, e se revolta tacando fogo em tudo ❤ rainha!!!!!!!!!!!!!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Faz sentido, mas… a Olivia também não aparece mordendo um fruto proibido em Egoist? Então ela só comeu o fruto dela depois de ser expulsa?

        Curtir

  13. Voltando DE NOVO, só pra avisar: VEM, REPACKAGE!!!

    Ah, e a mensagem do vídeo no Facebook é “four identities, one girl”… múltiplas personalidades concept? Sei lá, só sei que esse vídeo é macabro…

    Curtido por 1 pessoa

      1. Enquanto a BBC não confirma nem desconfirma, ela já aproveita pra anunciar o lead single das OT12, “favOriTe” (sério, a grafia é desse jeito mesmo):

        Curtir

    1. Hahahahaha Brave Sound vc é um querido comentando no meu blog 💖 e sim, EU VI E AINDA ESTOU CHOCADA COM TAMANHA PERFEIÇÃO!!!!!

      Nem tem o que analisar, pq o mv é isso, um showcase de pre-debut XD no máximo, diria que elas estão no backstage, uma metáfora pra transformação que é o debut.

      Curtir

  14. SAIU!!!

    …Acho que precisarei ouvir mais vezes pra me acostumar com essa música, ao contrário de favOriTe que já me conquistou de primeira (mas Hi High faz mais o estilo que os coreanos gostam, né?). Mas o MV retoma as teorias do loonaverso com louvor, especialmente na descrição do vídeo detalhando cada unit…

    Curtir

  15. …Tássia, tá tudo bem com você? Faz quatro meses que você não dá sinal de vida aqui no blog; espero que esteja tudo certo por aí.

    Curtir

    1. Oi! Realmente, tô pra atualizar faz um tempão hahaha eu tenho focado mais em escrever em inglês pra outros sites, e depois de Hi High a narrativa do Loona começou a ficar meio óbvia a meu ver, não sinto que eu teria muito mais o que explicar além do que todo mundo já tá vendo (isso não é uma crítica, só uma observação). Mas muito obrigada pelo comentário, e se quiser me seguir no Twitter: http://twitter.com/_tassia_a :)!

      Curtir

      1. É verdade. Tecnicamente dá até pra considerar Butterfly como o final da narrativa, com o vídeo mostrando as 12 reunidas e mulheres em todas as partes do mundo passando pela mesma jornada de autodescobrimento que elas passaram.

        Embora eu desconfie que a BBC vai continuar com as teorias da conspiração, já que bem ou mal, elas foram um dos grandes motivos pra muita gente se interessar pelo LOONA. Mas a essa altura, acho que o grupo já se sustenta pelos próprios méritos, independente de haver uma historinha de fundo ou não.

        Curtir

Deixe uma resposta para SHIGATSU Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s