[TEORIA] All The Things LOONA Didn’t Say • Olivia Hye

Loona Olivia Hye Teoria

Olivia Hye, a 12ª garota do LOONA, fecha os debuts individuais de forma majestosa. Com sua aura sombria, ela revela mais uma face do grupo que até então não tinha sido abordada:

A evolução narrativa do LOONA já foi exposta mais de uma vez pela própria BBC, mas a descrição de “Egoist”, resumida aqui, deixa tudo bastante claro:

“LOONA ⅓ viajou pelo mundo para unir as garotas […] e mostrar o processo de transformação para explicar o universo do LOONA pela primeira vez. LOONA ODD EYE CIRCLE juntou três garotas peculiares para completar um grande círculo cuja ideia central são cores.

Faltavam as últimas quatro garotas. Começando com Yves, Chuu e Go Won falam sobre seus egos. […] Embora possa parecer egoísta, o processo de completar o próprio ego através do amor próprio é retratado na história.”

Portanto, pode-se dizer que o LOONAVERSE é uma jornada sobre a busca universal por amor, através de um ponto de vista feminino.

Loona Members1/3 • Amor platônico | OEC • Amor ativo | “Eden Unit” • Amor próprio

Em “Egoist”, vemos o lado exacerbado desse amor próprio. A incorporação da Sombra, mas de maneira destrutiva e totalitária. A temática religiosa permanece, mas desde os teasers nos remetem à uma figura um tanto quanto inusitada para se retratar:

loona-olivia-hye-65

O Cristianismo refere-se à Lúcifer como o anjo caído que se rebelou contra Deus por desejar ser como ele, e em consequência foi mandado ao Jardim do Éden. Transformando-se no Diabo, diz-se que ele foi o responsável por seduzir Adão e Eva ao pecado.

Loona Olivia Hye Teoria Anjos são comumente retratados como seres de asas brancas

Loona Olivia Hye Teoria JinSoulE o letreiro atrás da JinSoul, cujo texto significa “anjo caído”, não nos deixa mais dúvidas

Após cair dos céus, Olivia busca sua redenção ao subir as escadas do prédio onde se encontra:

Loona Olivia Hye Teoria

Escadas são símbolos de uma jornada, comumente com a intenção de tornar-se mais próximo de Deus. A ascensão de um plano para outro também pode ser interpretada de várias formas: do inconsciente para o consciente, do submundo para a superfície, da noite para o dia.

Os vários MVs do LOONA com cenas gravadas na cobertura de prédios tornam esse caminho ainda mais interessante:

Capturar15y34

Ao lado do colchão de Olivia está algo que parece ter sido um meio de transporte, mas hoje é apenas uma estrutura desfigurada pelo fogo:

loona-olivia-hye-6O carro amarelo? Uma garra gigante?

Também notei a pulseira de metal, mas não me lembro de ter visto nada parecido nos outros MVs.

Conforme prossegue em sua jornada, flashbacks inundam a mente da garota:

loona-olivia-hye-15loona-olivia-hye-16

A cena de dança nos dá uma importante dica para outras partes do MV:

loona-olivia-hye-17

O fundo cor-de-rosa vibrante sugere a visão do mundo quando se está apaixonado (rose-tinted glasses), a surrealidade misturada com o fogo da paixão. A blusa escrito “masculine” também sugere que essa é uma dimensão onde ela se encontra com seu lado racional, como foi visto na representação dos Enamorados em “One and Only”.

Outra semelhança com o solo de sua companheira de unit é a resolução de cenas de “Sweet Crazy Love”, como o sangue:

loona-olivia-hye-19

E Choerry dançando sozinha no estacionamento:

Loona Olivia Hye Teorialoona-olivia-hye-18

loona-olivia-hye-62Bônus: Eden Unit no mesmo lugar

Ao se aproximar da cobertura do prédio, o rap de JinSoul oferece um contraste azul para os pensamentos vermelhos de Olivia.

Loona Olivia Hye Teoria

Numa alusão à “Singing in the Rain”:

Hey, pelo pecado de te engolir
Você fica maior e maior, tão bela

E reafirma que todas são uma só:

Você sou eu, e agora eu sou você
De pouco em pouco, impregnada em minhas veias
Continuamente, eu e você o ciclo sem fim
Nós não podemos nos separar, quando eu sinto sua falta
Eu fecho meus olhos e vou até você por um tempo
Feche seus olhos e você virá para perto de mim

Ela está dentro de um quadrado neon (um aquário?) e várias latas abertas decoram seu entorno:

loona-olivia-hye-23

Essas latas são uma imitação da Monster Supplies, uma loja de Londres que vende doces exclusivos para monstros:

loona-olivia-hye-24.JPG“For the sin of swallowing the sun of the afternoon”

Se Olivia—ao abraçar sua sombra lupina—pode ser considerada uma monstra… Faz sentido que ela tenha sido atraída pelos aperitivos, principalmente quando se tratam de cerejas:

loona-olivia-hye-25

Como sabemos, foi JinSoul quem colocou a cereja no bolo de Choerry, e ouso dizer que foi ela quem incitou Olivia a provar da mesma fruta.

Se o sol da tarde representa as cerejas (meio de transporte entre os lados do LOONAVERSE), e Lúcifer significa “estrela da manhã”…

loona-olivia-hye-12

A lua da noite muito provavelmente é o próprio LOONA.

JinSoul, talvez por conta de seu elemento aquático (a água representa as emoções), parece responsável por ser quem “acorda” a consciência das outras garotas através do pecado/engolir o fruto proibido/elas mesmas.

Como eu menciono no post da Kim Lip e da JinSoul:

Meninas se espelham umas nas outras enquanto constroem suas identidades, mimetizando cabelos, roupas e expressões. Com o mesmo fervor de uma paixão consumada, a relação platônica entre muitas garotas é algo que hipnotiza.

Esse processo de espelhamento se transformou em uma antropofagia desde a Choerry, onde as meninas do LOONA se engolem, renascem e desenvolvem diferentes aspectos de suas personalidades. Através de seus solos, fecha-se o ciclo do auto-desenvolvimento.

Mas crescer não é um círculo perfeito. É por isso que a fita de Möbius, com seu lado invertido e a impossibilidade de determinar um começo ou um fim, é muito mais coerente com esse processo.

Olivia olha para a cama onde acordou, mas ela já não é mais a mesma. Tendo engolido as cerejas, ela percebe que algumas penas são vermelhas, e não brancas.

loona-olivia-hye-28A perda da inocência

Seria esse o momento em que ela reconhece que também tem uma parcela de culpa em sua situação atual?

Loona Olivia Hye TeoriaO que antes parecia um acidente ganha contornos um pouco mais obscuros

Ela se lembra do momento em que provou da sua própria fruta, uma ameixa:

loona-olivia-hye-30

Sutilezas da BBC: ameixeiras são árvores que florescem no meio do inverno (quando Go Won debutou), e cujas frutas amadurecem no verão (quando o LOONA provavelmente vai debutar). Além disso, no Leste Asiático, o período de chuvas é chamado de “chuva de ameixas”.

Loona Olivia Hye Teorialoona-olivia-hye-65Será essa a chuva sobre a qual JinSoul canta?

A mancha de sangue traz todas as conotações de volta: a perda da virgindade, o pecado original, um crime.

Loona Olivia Hye Teorialoona-olivia-hye-47O abandono do eu

Junto minhas mãos
E peço por você de volta só mais uma vez
Meus sonhos que eu rezei para conseguir
Três beijos
O dia em que nossas promessas se tornaram luz
Foi quando eu entendi

loona-olivia-hye-68

Pela mão e por essa foto do backstage, podemos identificar que é Yves quem larga da mão de uma Olivia desesperada.

Pelo MV, porém, as interpretações são inúmeras. Seguindo a linha de pensamento que iniciei aqui, essa cena pode muito bem ser vista como Olivia abandonando a si própria:

Loona Olivia Hye Teorialoona-olivia-hye-34loona-olivia-hye-48

Como consequência, a raiva e a destruição tomam posse de seu ser, como um lobo faria ao sentir-se ameaçado:

Loona Olivia Hye Teoria

Acho interessante notar que a fita que está sendo queimada é preta, e não branca como as que apareceram nos outros MVs.

Loona Olivia Hye TeoriaPreto é a cor de Olivia

Ela queima também os uniformes xadrez, o patinho feio de Yves e, por fim, a antiga Olivia—ou Yves, ou Heejin—da dimensão idealizada:

loona-olivia-hye-57loona-olivia-hye-55Loona Olivia Hye Teoria

No começo do texto mencionei sobre as cenas de dança em que ela usa a blusa com a palavra “masculine” estampada. Por esse motivo, interpreto o limbo cor-de-rosa onde Olivia se encontra consigo mesma como uma simulação da realidade:

Loona Olivia Hye Teorialoona-olivia-hye-39

É como se o amor que ela sentia fosse por se ver em outros, e não por gostar de si própria. Tanto que, quando ela percebe que construía um mundo ilusório, há a decepção que permeia o MV inteiro:

loona-olivia-hye-5

Essa cena, que aparece no início do MV, tem uma clara semelhança com A Criação de Adão, de Michelangelo:

acriacaodeadao-1-cke

Se o toque na mão de Deus foi o que deu vida à Adão, a separação da antiga Olivia/Yves foi o que deu vida à nova Olivia.

O fogo é um elemento que pode ser usado não só para destruir, mas também para purificar. Faz sentido que a nova Olivia queira se livrar de tudo que remete ao seu passado, incluindo o colchão onde ela acreditava saber se amar:

loona-olivia-hye-59

Para depois renascer e atingir o patamar mais alto de sua consciência, na cobertura do prédio:

loona-olivia-hye-44O sol da tarde

Ao se encontrar com Heejin e perceber que o Outro existe além de seu próprio universo egoísta, Olivia finalmente aprende a se amar.

O LOONAVERSE, onde cada garota representa sua própria face e uma experiência humana universal simultaneamente, finalmente encontra as duas pontas da fita de Möbius:

Loona Olivia Hye TeoriaOlivia Hye e Heejin, 12ª e 1ª, preto e colorido, caçador e caça

Um final cinematográfico, depois de tantos meses acompanhando o melhor projeto de pré-debut que já vi ser realizado.

Para completar, “Pearl’s Dream”, da Bat for Lashes, que incorpora a versão selvagem de si na luta contra um clone opressor. O interessante é que ela está justamente vestindo penas, acompanhada por um lobo e dentro de um cenário espacial:

And when the battle was done
I was promised my sun
But with a thousand nights gone
To any kingdom I run

Muito obrigada <3.


Referências:

Color Coded LyricsStairs ○ Ego ○ Celestial JeonLoona TheoriesPlum

Outros posts da série:

Kim Lip e JinSoulChoerryOEC Girl FrontOEC Sweet Crazy LoveYvesChuuGo Won

E se quiser assinar minha newsletter semanal, clique aqui ❤!

Anúncios

13 comentários em “[TEORIA] All The Things LOONA Didn’t Say • Olivia Hye

  1. Fantástica análise, como sempre!

    Na cena dela não conseguindo segurar a mão sustentando ela antes de cair, achava que quem estava segurando ela era a própria Olivia (assim como ela interage com ela mesma em outras cenas do MV), mas ser a Yves também faz bastante sentido.

    O que levanta a questão: se Olivia não gosta da Yves (quer dizer, os personagens delas; as idols propriamente ditas certamente se dão bem), como a BBC vai justificar as duas presentes na mesma unit?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada <3!

      Pois é, na minha interpretação, apesar das meninas do LOONA serem pessoas diferentes, a história fala sobre as diferentes fases/personas que temos dentro de nós mesmos (ou seja, basicamente as garotas são uma só).

      O MV deixa isso bem aberto, porque todas as participações são bem ambíguas mesmo. Tenho que mostrar pra alguém que não goste de Kpop e ver se sequer conseguem notar que tem mais de uma garota participando.

      Então, enquanto essa teoria de que a Olivia matou a ViVi porque amava a Yves e agora odeia ela faz sentido e é muito divertida, eu também não acho que é a linha que eles estão seguindo (digo isso porque não tem como dizer se algo é verdadeiro ou não, nesse caso, tá aberto a interpretações). Mas caso seja, tem sempre como mandar aquela história de superação, né? Hahaha.

      Curtir

      1. “Tenho que mostrar pra alguém que não goste de Kpop e ver se sequer conseguem notar que tem mais de uma garota participando”

        Isso me lembra quando mostrei pra minha irmã o MV de 4 Walls do f(x), e ela perguntou se o grupo era tipo uma versão coreana de Sandy & Junior (ela achou que a Krystal, Victoria e Luna eram a mesma pessoa, e que a Amber… bom, acho que não preciso terminar, né?)…

        Curtir

  2. Bate até um certo orgulho de ver esse projeto sendo “finalizado” tão bem. Demorou mas a última integrante está aí, e veio pra fechar os solos com chave de ouro. O encontro entre heejin e Olivia foi lindo.

    Sensacional seu texto Tássia, n vejo a hora da última unit debutar pra ver como será o fechamento dessa história do Éden XD

    Curtido por 1 pessoa

  3. Ótimo post. 👏

    É tão bom acompanhar um trabalho bem planejado e executado como o Loona. Não canso de ficar admirada com a riqueza de detalhes desse quebra-cabeça e a sutileza em tratar de certos temas relativos ao íntimo da mulher. Impossível acompanhar sem sentir um certo carinho pelo grupo, pois a gente acaba sendo participante na contrução da história, seja decifrando os conteúdos simbólicos, seja se identificando com a temática que permeia a videografia. Não é de se estranhar quando dizem que o grupo está atraindo a atenção sobretudo de garotas.

    Pessoalmente, gosto mais dessa linha de interpretação intimista (não sei se essa é palavra certa, mas…) que você e o moço do Esquadrão adotam, que mostra um desenvolvimento de personagem (embora esse lance de olivia-lésbica-obssesiva transformando sua rival vivi-sofrida em robô por causa da yves-mamãe-passou-açúcar-em-mim seja interessante de acompanhar, quero fanfics na minha mesa). Como disse no Twitter, enxergo muito o Egoist como um rito de passagem marcado a fogo e sangue – um apocalipse particular de uma menina cujo amor nasce no campo da idealização, cresce em sua realização no concreto, morre e renasce com uma nova forma (amor-próprio). Um mundo que Heejin (deus) criou refletindo em várias cores a luz de seu amado sol e Olivia (diabo), ao se encontrar na escuridão, destruiu e reconstruiu para se tornar o próprio astro-rei. Quando elas se encontram no alto do prédio, são passado e presente conectados. Não poderia estar mais satisfeita com esse desfecho para os solos. 💕 Vem, Éden!

    Essas cenas em vermelho e preto, os olhos de predadora, o encontro consigo mesma na cama e no alto do prédio: senti uma pegada de Yuri Kumaaaaaaaaaaa… Yuri Kuma Arashi!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Concordo, daria uma fanfic incrível se resolvessem escrever! E sim, essa visão mais intimista (e talvez holística?) do Loonaverse faz muito mais sentido pra mim também, do que uma coisa preto no branco (não era a intenção fazer piada hahaha), é algo muito… mitológico até? E isso é arte. Não tenho nem receio de dizer hahaha.

      Você devia escrever mais sobre as referências otaku no Loona! Eu tenho certeza que eles se inspiraram em tudo que você fala hahaha não comento porque meu conhecimento é nulo sobre 😂.

      Muito obrigada <3!

      Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s